Mercado oferece frutas e hortaliças mais acessíveis

Foto ArquivoApesar da alta de 12,8% no preço médio do grupo de hortigranjeiros, entre março e fevereiro no entreposto de Contagem da CeasaMinas, o consumidor pode encontrar várias opções de produtos acessíveis nesta época. Entre as dicas, estão frutas em plena safra e hortaliças cujas ofertas não chegaram a ser afetadas pelo clima chuvoso.
No grupo das hortaliças (legumes e verduras), os destaques das quedas foram o chuchu (-57,3%), quiabo (-30,3%), milho verde (-19%), berinjela (-18,8%) e moranga híbrida (-5,9%).
Já entre as frutas, as principais reduções foram da goiaba (-13,7%), maracujá (-10,3%), abacate (-10,1%), caqui (-8,5%), limão cravo (-7,1%) e melancia, praticamente estável em R$ 0,70/kg no atacado. Além desses produtos, há também frutas que, mesmo com alta no preço médio em março, são boas alternativas para o consumidor, a exemplo do limão tahiti e da banana nanica (caturra).

Altas
As chuvas em algumas regiões produtoras estão entre os fatores que mais contribuíram para as altas de preços das principais frutas e hortaliças, levando à redução da quantidade ofertada no atacado do entreposto de Contagem. No grupo dos legumes, os principais aumentos em março foram da vagem (55,7%), beterraba (49,7%), tomate (26,4%), cebola (26%) e batata (8,6%).
De acordo com o chefe da Seção de Informações de Mercado, Ricardo Fernandes Martins, houve também o aumento da procura de compradores vindos de estados vizinhos, o que pressionou ainda mais o valor das mercadorias. A previsão, segundo Martins, é de que os preços comecem a ceder a partir de maio, em consequência do aumento da oferta ligada à melhoria das condições climáticas.
Dicas de consumo:
Hortaliças: Chuchu; Quiabo; Milho verde; Berinjela e Moranga híbrida
Frutas: Goiaba; Maracujá; Abacate; Caqui; Limão cravo; Melancia e Banana nanica (caturra)
 

Enquete

Qual o maior problema de Contagem na atualidade?