Balança Comercial de Minas Gerais apresenta saldo positivo das exportações em 2013

De janeiro a dezembro do último ano, as exportações mineiras totalizaram US$ 33,43 bilhões, o segundo melhor resultado da série histórica
A Secretaria de Estado de Desenvolvimento Econômico (Sede) divulgou, nesta terça-feira (07), por meio da Central Exportaminas, os dados preliminares da Balança Comercial de 2013. Para reunir as informações, foram considerados os números do Mapeamento das Exportações de Minas Gerais, com base nos números do Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MDIC).
 
De janeiro a dezembro de 2013 as exportações de Minas Gerais totalizaram US$ 33,43 bilhões, o que representou o segundo melhor resultado da série histórica da balança comercial estadual, inferior apenas ao que foi registrado em 2011 (US$ 41,3 bilhões). Em relação ao período de janeiro a dezembro de 2012, houve um aumento de 0,6%, enquanto o Brasil registrou uma redução de 0,2%. Já a participação mineira no total das vendas externas brasileiras ficou em 13,8%. Também o saldo comercial no ano passado de US$ 21,09 bilhões foi melhor do que o nacional, que apresentou queda de 86,8% e atingiu foi de US$ 2,56 bilhões.
 
De acordo com a análise feita pela Central Exportaminas, produtos com valor agregado como automóveis, produtos farmacêuticos e computadores e acessórios, ganham nova importância na balança comercial de Minas Gerais. Em 2013, a exportação de automóveis no período de janeiro a novembro de 2013, atingiu a marca de US$ 492,79 milhões. Se comparado ao mesmo período do ano passado, que somou US$ 276,28 milhões, houve um aumento de 78,4%. O Estado foi responsável por 9,9% das exportações nacionais de automóveis, que tiveram um aumento de 47,6%, em relação ao mesmo período de 2012.
 
Já os produtos farmacêuticos exportados por Minas atingiram US$ 376,05 milhões, 8,8% a mais que no mesmo período de 2012, avaliado em US$ 345,62 milhões. Minas Gerais foi responsável por 26,8% das exportações nacionais, que apresentaram um crescimento de 0,5% em comparação ao mesmo período do ano anterior.
 
Por sua vez, as exportações nacionais de computadores e acessórios analisadas durante o período de janeiro a novembro de 2013 apresentaram um crescimento de 17,6% com relação ao mesmo período anterior, tendo o Estado uma participação de 1,6%. O total exportado por Minas somou US$ 4,05 milhões, crescimento de 167,9% com relação ao mesmo período de 2012, que atingiu a marca de US$ 1,51 milhão.
 
Os dados da Central Exportaminas, no entanto, revelam que mais uma vez o destaque da balança comercial de Minas Gerais foi o minério de ferro. Com um crescimento de 11,5% comparado a 2012, foi responsável por 48,4% das exportações do Estado em 2013 atingindo 171,89 milhões de toneladas e um total de US$ 16,08 bilhões. Já as exportações de café aumentaram 18,5% no ano passado e atingiram a marca de 1,13 milhão de toneladas vendidas ao exterior. O produto representou 9,3% das exportações mineiras em 2013 somando US$3,1 bilhões.
 
Importações

Com um aumento de 2,4% na comparação com o mesmo período de 2012, Minas Gerais foi responsável por 5,2% das importações brasileiras no ano passado, totalizando compras de US$ 12,34 bilhões. Os automóveis lideraram as importações do Estado respondendo por 12,1% do total importado atingindo o valor de US$ 1,38 bilhão, com um crescimento de 4,7% em relação a igual período de 2012. A principal origem das importações foi a Argentina.
 
Por sua vez as importações de adubos e fertilizantes tiveram uma queda de 19,4% em 2013, mas representaram 6,3% do total importado pelo Estado. Os principais mercados fornecedores são Rússia, Canadá e Alemanha. Também o subgrupo carvões minerais importou menos. Registrou redução de 6,5% no ano passado, embora tenha representado 6,7% das importações de Minas Gerais, tendo origem nos Estados Unidos, Colômbia e Austrália.
 

Enquete

Qual o maior problema de Contagem na atualidade?